EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

China: Advogado Pu Zhiqiang condenado a três anos de prisão com pena suspensa

China: Advogado Pu Zhiqiang condenado a três anos de prisão com pena suspensa
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O advogado chinês dos direitos humanos, Pu Zhiqiang, foi condenado, esta terça-feira, a três anos de prisão, com pena suspensa. Uma condenação por

PUBLICIDADE

O advogado chinês dos direitos humanos, Pu Zhiqiang, foi condenado, esta terça-feira, a três anos de prisão, com pena suspensa. Uma condenação por “incitação ao ódio étnico” e “provocação de distúrbios” na sequência de comentários que publicou numa rede social.

Hadn't seen these photos of Pu Zhiqiang until today. From his 12/14 trial (CCTV via Reuters) pic.twitter.com/GpT9opAGqZ

— Felicia Sonmez (@feliciasonmez) 22 dezembro 2015

Guan Jing, apoiante do advogado de direitos humanos, refere: “Está inocente. Não cometeu nenhum acto ilegal, foram apenas palavras. Como é que se pode condenar alguém por causa de palavras? Existem palavras erradas? Quais as palavras que podem ou não ser usadas? Existe alguma lei que regulamenta o que pode ou não uma pessoa dizer?”

O defensor dos direitos humanos, de 50 anos, esteve detido um ano e meio. Durante o período de pena suspensa não vai poder continuar a exercer advocacia.

A Amnistia Internacional saudou a libertação de Pu Zhiqiang, mas considera uma grande injustiça ter sido declarado culpado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comprar peças originais sem ir à falência: bem-vindos à feira de arte acessível de Hong Kong

Putin enaltece comércio bilateral no último dia da sua visita à China

Xi Jinping promete a Putin continuar a consolidar "amizade de boa vizinhança"