Iraque: Reconquista de Ramadi está presa por dias

Iraque: Reconquista de Ramadi está presa por dias
Direitos de autor 
De  Euronews com reuters, lusa, afp
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Prossegue a operação para reconquistar Ramadi. Forças iraquianas esperam ter a cidade limpa de jiadistas do Estado Islâmico no dia de Natal

PUBLICIDADE

Prossegue a operação das forças iraquianas para reconquistar Ramadi. Os extremistas do autoproclamado Estado Islâmico já só controlam o bairro onde estão os edifícios da administração pública.

“A libertação total de Ramadi será anunciada nos próximos dias”, informou esta quarta-feira a televisão estatal iraquiana, citando o Chefe do Estado-maior do Exército, o tenente-general Othman al-Ghanemi. Na véspera, o porta-voz dos serviços de luta antiterrorista foi mais específico e disse que a cidade ficaria “totalmente limpa” no prazo de 72 horas, ou seja, no dia de Natal.

New ISW Ramadi Control maps. An overview and zoomed in to Central #Ramadi. https://t.co/c69myOHkTBpic.twitter.com/wtd0TSRcSv

— ISW (@TheStudyofWar) December 22, 2015

Menos otimista, o porta-voz da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, o coronel Steve Warren garantiu que a vitória é “inevitável”, mas avisou que “as forças de segurança iraquianas ainda têm duros combates a travar e isso vai demorar algum tempo”.

A confirmar-se a reconquista da cidade de maioria sunita, localizada cerca de uma centena de quilómetros a oeste de Bagdade, será a maior vitória militar das forças iraquianas desde a retomada de Tikrit, na primavera.

Ramadi caiu nas mãos dos jiadiststas em maio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estados Unidos lançam ataque maciço contra milícias no Iraque e na Síria

Embaixada dos Estados Unidos em Bagdade atacada com rockets

Da celebração ao horror, casamento acaba com mais de uma centena de mortes no Iraque