EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ministro do Desporto de Moscovo: "A Rússia não tem um problema de doping"

Ministro do Desporto de Moscovo: "A Rússia não tem um problema de doping"
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Rússia não tem um problema de doping. Este é um problema de alguns atletas. A garantia é dada pelo ministro do desporto de Moscovo. Numa

PUBLICIDADE

A Rússia não tem um problema de doping. Este é um problema de alguns atletas. A garantia é dada pelo ministro do desporto de Moscovo. Numa conferência de imprensa, Vitaly Mutko reagiu às recentes notícias que dão conta do doping sistemático praticado pelos desportistas russos, ao ponto de o atletismo russo estar suspenso de todas as competições internacionais.

“Deveria existir responsabilidade pessoal. Não podemos “dormir” com cada atleta. E culpar um país como a Rússia e pedir que ao nível governamental controlêmos tudo, é impossível. As entidades governamentais vão assumir as responsabilidades. Temos problemas com doping, incluindo o acompanhamento dos atletas. Mas vamos continuar a lutar contra este problema”, garante Mutko.

De acordo com a lista disponível no site da IAAF, são 52 os atletas russos que se encontram a cumprir castigo por violações ao código antidoping. Um relatório divulgado em Novembro passado pela Agência Mundial Antidopagem fala mesmo de envolvimento estatal nesta prática.

Mukto comentou ainda outro caso que marca a atualidade desportiva mundial: o processo de corrupção da FIFA, que envolve Sepp Blatter.

“Tenho pena que Blatter saia desta forma. Durante 40 anos fez muito pelo futebol e tornou a FIFA numa organização forte e poderosa. Olhe-se para o desenvolvimento económico e dos vários programas. Os meios de comunicação não olham para isso.”

O ministro do desporto russo considerou também que suspensão por oito anos de Blatter e Michel Platini foi exagerada e que os dois ex-dirigentes não mereciam este tipo condenação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Simona Halep pode regressar à competição

Patinadora russa Kamila Valieva suspensa quatro anos por doping

Ucrânia responde à UEFA com boicote às provas juvenis