EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Cuba recebe o 1.º encontro da história entre um Papa e um Patriarca de Moscovo

Cuba recebe o 1.º encontro da história entre um Papa e um Patriarca de Moscovo
Direitos de autor 
De  Euronews com reuters, lusa, efe, afp, ap
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Quase mil anos após o Grande Cisma do Oriente, o Papa Francisco e Patriarca Kirill de Moscovo vão encontrar-se daqui a uma semana em Cuba.

PUBLICIDADE

Será um encontro histórico, o primeiro entre um Patriarca da Igreja Ortodoxa Russa e um Papa da Igreja Católica Apostólica Romana, separadas desde o Grande Cisma do Oriente (1054), há quase mil anos. Na próxima sexta-feira, 12 de fevereiro, o Patriarca Kirill de Moscovo e o Papa Francisco vão ter uma reunião de duas horas e assinar uma declaração comum. O local escolhido foi o aeroporto de Havana, em Cuba.

Encontro histórico entre o Papa e o Patriarca russo acontecerá em Cuba... - https://t.co/Dg0F2ozov6

— News.va Português (@newsva_pt) February 5, 2016

Num comunicado conjunto, lido pelo porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, o Patriarcado de Moscovo e a Santa Sé afirmam que o encontro, “preparado há muito tempo (…) constitui um marco importante nas relações entre as duas Igrejas” e esperam que seja também “um sinal de esperança para todas as pessoas de boa vontade”.

A polémica em torno da Igreja Greco-Católica Ucraniana não será abordada, informou o Patriarcado de Moscovo, acrescentando que o principal motivo do encontro é a necessidade de uma resposta comum ao “genocídio da população cristã” que está a ser levado a cabo por “extremistas” no Médio Oriente e em África e que “exige medidas urgentes e uma cooperação ainda mais estreia entre as Igrejas Cristãs”.

A reunião no aeroporto de Havana decorrerá à margem de uma visita à América Latina do Patriarca de Moscovo e da viagem do Papa ao México.

BREAKING: Pope Francis and leader of Russian Orthodox Church to meet in Cuba next week, in step to heal schism https://t.co/qmIQXVVvcl

— The Associated Press (@AP) February 5, 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU vota contra embargo norte-americano a Cuba

Jovens cubanos estarão a ser obrigados a integrar o exército russo na Ucrânia

Pelo menos cinco mortos após bombardeamentos russos nas regiões de Donetsk e Kherson