Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Irlanda: Gravata do primeiro-ministro "prevê" futura coligação

Irlanda: Gravata do primeiro-ministro "prevê" futura coligação
Tamanho do texto Aa Aa

Nas primeiras legislativas da Irlanda, após o resgate da troika, a indumentária do atual primeiro-ministro deu que falar.

Enda Kenny, do Fine Gail – a quem as sondagens dão maioria relativa – foi votar com uma gravata verde, a cor do principal partido da oposição.

O que fez reagir mais ainda os irlandeses, é que Michaél Martin, o líder do Fianna Fail apareceu com uma gravata azul – a cor do partido no poder.

Com as sondagens a apontarem para uma ausência de maioria absoluta, os irlandeses interrogam-se se as gravatas não serão um sinal da coligação que se segue.

Sem problemas de cor, Gerry Adams – com o seu cachecol vermelho – também cumpriu, esta sexta-feira, o dever cívico. O líder do Sinn Fein sabe que o partido está em terceiro lugar das intenções de voto, numa eleição marcada pela austeridade, pelo desemprego e pela imigração.

E embora o país tenha apresentado um crescimento recorde de 7% os primeiros nove meses do ano passado, os eleitores querem saber como é que a riqueza vai ser distribuída.