EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Refugiados continuam a chegar às centenas à Grécia

Refugiados continuam a chegar às centenas à Grécia
Direitos de autor 
De  Nara Madeira com AP, Reuters
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os refugiados continuam a chegar às centenas, a Idomeni, na fronteira entre a Grécia e a Macedónia. Cerca de um milhar esta sexta-feira mas foram

PUBLICIDADE

Os refugiados continuam a chegar às centenas, a Idomeni, na fronteira entre a Grécia e a Macedónia. Cerca de um milhar esta sexta-feira mas foram poucos, 187 segundo a Agência da ONU para os Refugiados, os que entraram na antiga República jugoslava.

O governador da província grega da Macedónia Central pede que seja declarado o Estado de Emergência e critica a atuação das autoridades do outro lado da fronteira:

“A antiga República jugoslava deve abrir as fronteiras, imediatamente, e a União Europeia deve tomar medidas severas contra os países que estão a fechar as suas fronteiras”, afirma Apostolos Tzitzikostas.

Na dura jornada dos refugiados, dos seus países para a Europa, muitos perdem os seus documentos, ou são lhes roubados, o que lhes dificulta a vida. É o caso de Taher que viajou com as duas filhas para se juntar à mulher e ao filho na Suécia:

“Conseguimos atravessar com grande dificuldade e condições adversas, fomos assaltados, roubados na estrada, perdemos tudo, até os nossos passaportes”, conta Taher a um jornalista.

In #Idomeni, MVoroskereszt</a> continues to assist <a href="https://twitter.com/HRC_SAMARITES">HRC_SAMARITES in providing basic healthcare to those stranded. pic.twitter.com/UQPCWfX3JV

— IFRC (@Federation) 2 de março de 2016

O prometido “El Dourado” europeu desilude os refugiados antes do destino final:

“É isto a Europa?” – Pergunta Taher com ironia ao jornalista – “Muito bom… Se eu soubesse não tinha seguido em frente.”

Jornalista: Está a pensar regressar à Síria?

“Não, estou a pensar em suicídio…”, responde Taher, depois de alguns segundos de silêncio, ainda que com um sorriso nos lábios.

Mud-soaked migrants fight for food as Greek border blockade drags on https://t.co/GItFGwrpOx#Idomenipic.twitter.com/ghEKksYwU1

— AFP news agency (@AFP) 1 de março de 2016

Mais de 30 mil refugiados estão retidos no campo de Idomeni, na Grécia. O campo foi alargado, tem mais tendas mas para quem aqui chegou este não pode ser o fim da linha.

Sunrise at #Idomeni after a rainy night. Smell – burning wood. Sound – children coughing. pic.twitter.com/WYud5TzfiN

— Piers Scholfield (@inglesi) 4 de março de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O drama das crianças que fugiram da guerra rumo à Europa

Tusk anteve "consenso europeu" acerca de crise migratória

Que futuro para as viúvas e os órfãos da Síria?