EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

O drama das crianças que fugiram da guerra rumo à Europa

O drama das crianças que fugiram da guerra rumo à Europa
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O drama dos refugiados é, cada vez mais, o das crianças. Segundo a UNICEF elas representam agora um terço do número de refugiados. Muitas viveram

PUBLICIDADE

O drama dos refugiados é, cada vez mais, o das crianças. Segundo a UNICEF elas representam agora um terço do número de refugiados. Muitas viveram também o drama da travessia marítima. As que sobreviveram estão agora sujeitas a novos desafios como as doenças. A filha de Hazi Mohammad, Hani, ficou doente:

“Durante cerca de dois dias, tudo o que ela ingeria: água, chá, comida, fosse o que fosse, cinco, dez minutos depois vomitava”, explica Mohammad.

Mais propensas devido às limitações a que estão sujeitas – as condições meteorológicas que nem sempre ajudam quem dorme ao relento, já que não há tendas para todos, a falta de alimentação ou de condições de higiene:

“Vê-se, claramente, que as condições de vida estão a afetar a saúde das crianças. Quando está a chover não têm abrigo, vão ficar com frio, vão constipar-se, contrair doenças respiratórias”, adianta a médica dos Médicos Sem Fronteiras Cecile Van de Konijnenburg.

Let's move #EU Summit to #Idomeni, where govt leaders can face their collective shame & listen to #refugees' stories pic.twitter.com/4viTw0NYwl

— Lotte Leicht (@LotteLeicht1) 5 de março de 2016

Os poucos médicos no campo de refugiados de Idomeni não têm mãos a medir:

“Acho que o maior medo é não podermos ajudar toda a gente, de haver alguém deixado para trás, de não haver tempo suficiente para tratar todos, que não haja tendas suficientes para abrigar todos, comida suficiente para alimentar todas as pessoas”, acrescenta Van de Konijnenburg.

Refugees are like you and me Imagine losing everything and the world turns against you !
Photo S Rich unrefugees</a> <a href="https://t.co/lvRsne2piV">pic.twitter.com/lvRsne2piV</a></p>&mdash; Sebastian Rich (Hopefocus) 5 de março de 2016

Segundo a agência da ONU para os Refugiados, pelo menos 36% dos que fazem a travessia entre a Turquia e a Grécia são menores de idade. Mas a percentagem pode ser muito maior já que muitos omitem a sua idade até chegarem ao destino final.

#idomeni#refigié quoiqu’il arrive il en lâcher pas son petit fils pic.twitter.com/RJhXSHgSWj

— Angelique kourounis (@angelikkour) 5 de março de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Que futuro para as viúvas e os órfãos da Síria?

Gregos contentes com União Europeia, diz sondagem

Agricultores gregos exigem ao governo apoio financeiro para o setor