"O número de migrantes em território grego atingiu 50,500"

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com EURONEWS
"O número de migrantes em território grego atingiu 50,500"

Apesar da entrada em vigor do acordo entre a União Europeia e a Turquia a mensagem ainda não chegou aos refugiados e migrantes que continuam a chegar a território europeu em números elevados.

No domingo, o governo grego iniciou o processamento de mais de seis mil migrantes que aguardavam em vários centros e campos situados nas ilhas gregas. Os migrantes foram em seguida transportados por barco para o porto de Pireus, próximo a Atenas, e para Kavala, um porto situado no norte do país. Daí serão enviados para vários campos refugiados estabelecidos por todo o país.

Uma vez esvaziados, os campos de refugiados situados nas ilhas gregas serão apenas utilizados para processar todos aqueles resgatados pela agência fronteiriça europeia, Frontex, assim como a NATO e as guardas-costeiras grega e turca.

Cabe às autoridades gregas registar e processar os pedidos de asilo. Todos aqueles que não se candidatarem a asilo ou cujas candidaturas forem rejeitadas serão enviados para a Turquia no espaço de duas semanas. Ao abrigo deste acordo, por cada refugiado turco enviado para a Turquia, a União Europeia irá acolher um refugiado vindo diretamente da Turquia.

O correspondente da euronews na Grécia, Stamatis Giannisis encontra-se na capital grega, Atenas, e traça as linhas gerais da situação.

“Esta semana, o número de migrantes em território grego atingiu 50,500. Treze mil encontram-se no campo de refugiados de Idomeni na fronteira com a Macedónia. Cinco mil e quinhentos encontram-se na parte oriental do Mar Egeu, próximo à costa da Turquia. Outros catorze mil estariam na área metropolitana de Atenas, enquanto outros 18 mil estariam espalhados algures entre a capital e a fronteira a norte. Apesar do acordo firmado a semana passada entre a União Europeia e a Turquia, o fluxo migratório a partir da Turquia em direção às ilhas gregas continua ininterrupto”.