Última hora

Última hora

Um retrato de Donald Trump composto por partes de animais, restos e objetos usados

Em leitura:

Um retrato de Donald Trump composto por partes de animais, restos e objetos usados

Um retrato de Donald Trump composto por partes de animais, restos e objetos usados
Tamanho do texto Aa Aa

O artista britânico James Ostrer tem representado numerosas celebridades a partir de partes de animais, restos alimentares e objetos usados. O retrato de Donald Trump é uma das obras que tem dado que falar.

Ele estaria numa situação melhor se investisse o seu património, porque a maioria dos negócios dele faliu. E ao mesmo tempo ele promete devolver a grandeza à América.

“Queria criar um ícone visual que representasse a megalomania. Ele quer de tal modo chamar a atenção que passa por cima das relações humanas sem qualquer preocupação por quem quer que seja”, sublinhou o artista britânico.

“Nas obras, há várias referências ao mercado de matérias-primas. Vemos petróleo a sair dos buracos do fato. Há bocados de entulho pintados de dourado em referência ao seu império imobiliário. Do ponto de vista financeiro, ele estaria numa situação melhor se investisse o seu património, porque a maioria dos negócios dele faliu. E ao mesmo tempo ele promete devolver a grandeza à América”, ironizou James Ostrer.

Além de Donald Trump, o artista britânico já representou outros símbolos do mundo atual como Harry Edward da banda One Direction, a cantora Miley Cyrus e o jogador de golfe Tiger Woods.

Mais sobre le mag