EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Erdogan acusa guerrilha curda pelo atentado de Diyarbakir

Erdogan acusa guerrilha curda pelo atentado de Diyarbakir
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sete mortos e 27 feridos é o último balanço de um atentado na Turquia contra agentes da polícia. As vítimas mortais pertencem às forças de segurança

PUBLICIDADE

Sete mortos e 27 feridos é o último balanço de um atentado na Turquia contra agentes da polícia. As vítimas mortais pertencem às forças de segurança. Entre os feridos contam-se 14 civis. Um polícia está em estado grave. O atentado foi perpetrado em Diarbaquir, a maior cidade de população curda na Turquia.

O presidente Recep Tayyip Erdogan acusou o PKK, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão: “Acabou-se a paciência. Espero que estes ataques façam ver à Europa e a outros países, o verdadeiro rosto terrorista do PKK e das suas ramificações.”

A explosão desta quinta-feira partiu de um carro armadilhado que foi detonado à distância, à passagem do autocarro que transportava os polícias. A guerra entre o Estado turco e os rebeldes curdos dura há décadas e fez milhares de mortes. Depois de uma acalmia de vários anos pontuada por negociações de paz, as hostilidades retomaram no verão passado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Debandada em evento religioso na Índia mata mais de 100 pessoas

Líder do Malawi pede investigação independente à morte do vice-presidente em acidente de aviação

Em apenas uma semana, três turistas desaparecidos nas ilhas gregas foram encontrados mortos