Liga Portuguesa, J30: Benfica agarrado à liderança, Sporting não descola

Liga Portuguesa, J30: Benfica agarrado à liderança, Sporting não descola
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

"Águias" respondem com jogo quanto baste à vitória magra dos "leões" em Moreira de Cónegos. FC Porto volta a golear. Guimarães chega aos 10 jogos sem ganhar.

PUBLICIDADE

“Águias” respondem com jogo quanto baste diante do Setúbal à vitória magra dos “leões” em Moreira de Cónegos. FC Porto voltou a golear. Guimarães chega aos 10 jogos sem ganhar.

A receção do Benfica ao Vitória de Setúbal abriu com um balde de água fria após o voo da águia. Gorupec aproveitou o espaço concedido por Eliseu e cruzou da direita para um dos golos mais rápidos do campeonato. André Claro abriu o marcador aos 13 segundos para os sadinos.

Sem se poder dar ao luxo de não ganhar, sob prejuízo de perderem a liderança para o Sporting, os bicampeões reagiram de pronto. Ricardo começou a brilhar na baliza do Vitória. Resistiu até aos 19 minutos: cruzamento de Eliseu, Gaitán desvia e Jonas marcou à boca da baliza.

#SLBxSET: Jonas marca o seu 31.º golo na Liga, igualando assim novamente CR7 na liderança da Bota de Ouro. #playmaker#PrimeiraLiga

— playmakerstats (@playmaker_PT) 18 de abril de 2016

Aos 24 minutos, reviravolta conseguida por Jardel após canto de Gaitán. Em vantagem, as “águias” baixaram o ritmo e foi a controlar em vantagem sem correr riscos que chegaram ao intervalo.

#SLBxSET: O SLBenfica</a> já marcou 80 golos: em 30 jogos, a última vez que uma equipa chegou a esta marca foi em 1983/84 (também o SLB).</p>&mdash; playmakerstats (playmaker_PT) 18 de abril de 2016

Foi sob chuva que o segundo tempo começou. Os sadinos colocaram mais pressão sobre o último reduto do Benfica. Aos 60 minutos, valeu Ederson a opor-se a remate de Ruca.

Rui Vitória trocou Gaitán por Carcela e Benfica quase marca em lance de laboratório, com Fejsa a cabecear para boa defesa de Ricardo. Makuszewski substituiu o lesionado Vasco Costa nos sadinos. Samaris rendeu Fejsa nos encarnados. Quim Machado apostou em Miguel Lourenço.

Estes foram os números de mais uma 'final' vitoriosa! #EPluribusUnumpic.twitter.com/Nepz3gHZOS

— Sport Lisboa Benfica (@SLBenfica) 18 de abril de 2016

O Setúbal pareceu ficar melhor após as alterações. Rui Vitória trocou Mitroglou pelo “amuleto” mexicano: Jiménez. Nos descontos, um atraso mal medido de Pizzi isolou Arnold, Ederson reagiu rápido . Ainda houve uma recarga, mas ao lado. O Benfica venceu mais um jogo sofrível e segurou a liderança, com mais dois pontos que o Sporting.

Ficha de jogo

Estádio da Luz, Lisboa (54.855 espetadores)
Árbitro: Jorge Ferreira (Braga). Benfica: Ederson; Nélson Semedo, Lindelöf, Jardel e Eliseu; Fejsa (Samaris, 70’); Pizzi, Renato Sanches e Gaitán (Carcela, 62’); Mitroglou (Jiménez, 82’) e Jonas (A).
Treinador: Rui Vitória.

V. Setúbal: Ricardo; Willian, Venâncio e Tiago Valente; Gorupec, Ricardo Dani, Paulo Tavares (Miguel Lourenço, 71’, A) e Ruca; Vasco Costa (Makuszewski, 68), Arnold Issoko (Mansour, 92’) e André Claro.
Treinador: Quim Machado.

Golos: Jonas (19’) e Jardel (24’); André Claro (01’)

Sporting vence com golo controverso

Fiel aos princípios que quer impor em Alvalade, Jorge Jesus voltou a apresentar um “11” sem extremos e com 4 médios interiores. Voltou a confirmar-se não ser a melhor tática para esta equipa leonina, que “exige” mais velocidade nos flancos. O Moreirense, para além de 3 lesionados e um castigado (Vítor Gomes), não pôde contar com Iuri Medeiros e João Palhinha devido a uma regra sem sentido da Liga portuguesa: a impossibilidade de jogadores emprestados defrontarem o clube de origem.

Os “leões” entraram mais fortes e aos 16 minutos chegaram ao golo, no que parece ser um erro da equipa de arbitragem: Slimani aparenta estar adiantado no momento do cruzamento de Schelotto. Apesar das ausências, o Moreirense reagiu e colocou Jorge Jesus em sobressalto.

Desde que Islam Slimani chegou ao Sporting_CP</a> (2013/14), o seu golo foi decisivo em 12 vitórias do <a href="https://twitter.com/Sporting_CP">Sporting_CP, 5 delas fora de portas

— playmakerstats (@playmaker_PT) 16 de abril de 2016

No Sporting, apenas João Mário conseguia dar alguma ordem ao jogo da equipa, mas sem grande consequência. A equipa visitante revelava dificuldades e dava esperança aos anfitriões.

À entrada para a segunda parte, começou por ser Rui Patrício a destacar-se após remate de Fábio Espinho. O Sporting tentava controlar o jogo e guardar a vantagem. Aos 60 minutos voltou a entrar no jogo: Slimani cruzou e Teo cabeceou ao lado.

Os 'leões' voltaram de Moreira de Cónegos com os 3 pontos! #TuVaisVencerpic.twitter.com/fXIRWEI9mq

— Sporting CP (@Sporting_CP) 17 de abril de 2016

Os treinadores mexeram. Miguel Leal reforçou o ataque com Boateng. Jesus trocou de lateral-esquerdo. O jogo manteve-se dividido. Jesus chamou Gelson ao jogo. O treinador do Sporting parecia querer mais velocidade na frente.

Jorge Jesus soma a 32.ª vitória na temporada e iguala Laszlo Bölöni como o treinador leonino com mais vitórias pelo clube numa época!

— playmakerstats (@playmaker_PT) 16 de abril de 2016

Fati reforçou a dianteira dos “cónegos”. Jesus tirou um avançado (Téo) e meteu mais um defesa (João Pereira), apostou na posse de bola e segurou os 3 pontos, colocando pressão sobre o líder Benfica que apenas jogaria 2 dias depois.

Ficha de jogo

Com. J. A. Freitas, Moreira de Cónegos (4840 espetadores).
Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal). Moreirense: Stefanovic; Pedro Coronas, Marcelo Oliveira, André Micael (A) e Evaldo; Alan Schons e Filipe Gonçalves; Nildo Petrolina (Fati, 84’), Fábio Espinho e Ernest Ohemeng (Boateng, 65’); Rafael Martins (Patrick, 90’).
Treinador: Miguel Leal.

PUBLICIDADE

Sporting: Rui Patrício; Schelotto, Coates (A), Rúben Semedo e Zeegelaar (A, Bruno César, 64’, A); William Carvalho; João Mário, Adrien Silva (A) e Bryan Ruiz (Gelson Martins, 72’); Téo Gutierrez (João Pereira, 89’) e Slimani.
Treinador: Jorge Jesus.

Golo: Slimani (16’).

FC Porto volta a golear

José Peseiro operou uma reviravolta no “11” do FC Porto para a receção ao Nacional da Madeira. Danilo foi central, André Silva foi o ponta de lança e pela primeira vez em quase 5 anos os “dragões” alinharam com 5 portugueses.

Logo aos 2 minutos, Varela pôs o Dragão a festejar com um remate cruzado certeiro. Antes ainda dos 10 minutos, 2-0. Jogada de Corona e assistência para Herrera faturar da meia esquerda, com outro remate cruzado.

.HHerreramex</a>: &quot;Queríamos dar esta alegria aos adeptos&quot; <a href="https://t.co/zkeOGo0McX">https://t.co/zkeOGo0McX</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/FCPorto?src=hash">#FCPorto</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/FCPCDN?src=hash">#FCPCDN</a> <a href="https://t.co/vruM9JBhXi">pic.twitter.com/vruM9JBhXi</a></p>&mdash; FC Porto (FCPorto) 18 de abril de 2016

O Nacional mostrou-se aos 14 minutos e, aos 20, Casillas teve de se aplicar a remate de longe do egípcio Ali Ghazal.

PUBLICIDADE

À meia hora começou a aparecer o Rui Silva, o guarda-redes do Nacional, com uma série de boas intervenções. Ao intervalo, Manuel Machado trocou Ghazal por Luís Aurélio e o médio português entrou em jogo a colocar Casillas a trabalhar.

O FC Porto reagiu e Herrera quase bisou. Manuel Machado apostou no jovem moçambicano Witi Quembo, de 19 anos, para o ataque. Aos 67 minutos, nova assistência de Corona e, desta vez, foi Danilo a faturar de cabeça: 3-0.

O Nacional trocou de avançado: entrou o cabo-verdiano Ricardo Gomes. O FC Porto também: André Silva pelo camaronês Aboubakar. O jovem “dragão” foi muito aplaudido após um jogo prometedor.

Depois, mais uma surpresa: Francisco Ramos, da equipa B, substituiu Sérgio Oliveira.

#FCPxNAC: .FCPorto</a> não marcava 4 + golos num jogo desde janeiro, ainda com Rui Barros no banco (0x5 frente ao Boavista). <a href="https://twitter.com/hashtag/playmaker?src=hash">#playmaker</a></p>&mdash; playmakerstats (playmaker_PT) 17 de abril de 2016

Aboubakar entrou apostado em mostrar serviço. Após remate forte para mais uma boa defesa de Rui Silva, o camaronês voltou a receber uma bola na área, trabalhou bem sobre a defesa e fez um chapéu ao guarda-redes insular para o 4-0, que selou o marcador.

PUBLICIDADE

Jorge Nuno Pinto da Costa reeleito Presidente do #FCPorto. Mais informação em https://t.co/oZKauluMhI#Eleicoes2016pic.twitter.com/nl1OD0AYeP

— FC Porto (@FCPorto) 17 de abril de 2016

Com dois golos em cada parte e na noite em que Jorge Nuno Pinto da Costa foi reeleito presidente, o FC Porto voltou a golear, recolocou-se a 10 pontos do Sporting e com soma mais outros 10 que o Sporting de Braga. O Nacional foi apanhado pelo Belenenses a meio da tabela.

Ficha de jogo

Estádio do Dragão, Porto (27.207 espetadores).
Árbitro: Luís Ferreira (Braga). FC Porto: Casillas; Maxi Pereira, Danilo, Martins Indi e José Angel; Rúben Neves; Corona, Herrera, Sérgio Oliveira (Francisco Ramos, 82’) e Varela (Marega, 86’); André Silva (Aboubakar, 75’).
Treinador: José Peseiro.

Nacional: Rui Silva; João Aurélio, Belkaroui, Rui Correia e Sequeira; Washington, Ali Ghazal (Luís Aurélio, 46’) e Nenê Bonilha; Witi (Campos, 61’), Salvador Agra (Ricardo Gomes, 72’) e Tiquinho Soares.
Treinador: Manuel Machado.

Golos: Varela (02’), Herrera (09’), Danilo (67’) e Aboubakar (85’).

Guimarães em queda livre

O Guimarães visitou o Marítimo, perdeu pela segunda vez consecutiva e somou o 10.° jogo sem ganhar. A expulsão de Henrique aos 12 minutos, deu espaço aos anfitriões. Dois golos de Fransérgio mais um de Djousse permitiram ao Marítimo apanhar os vimaranenses na tabela.

PUBLICIDADE

Melhores marcadores

31 golos: Jonas (Brasil, Benfica);
24 golos: Slimani (Argélia, Sporting);
18 golos: Mitroglou (Grécia, Benfica);
15 golos: Bonatini (Brasil, Estoril) e Rafael Martins (Brasil, Moreirense);

No Restelo, Ortuno colocou o Belenenses em vantagem na primeira parte. De penálti, na segunda parte, Rafael Lopes empatou para a Académica. Os estudantes estão a apenas dois pontos dos principais adversários na luta pela permanência. A jornada 30 abriu sábado, com o empate a zero entre Arouca e Rio Ave, duas equipas a lutar pelo último lugar com acesso às provas europeias e, para já, vantagem dos arouquenses.

Seguiu-se a receção do Estoril ao Boavista. O brasileiro Marion Fernandes entrou aos 83 minutos e cinco minutos depois assinou o golo que valeu 3 pontos aos “canarinhos”, que ainda sonham com a Europa. Os axadrezados mantém-se sob pressão, 2 pontos acima da linha de água.

O domingo abriu com o jogo que mais golos teve na ronda. A jogar em casa, o União da Madeira adiantou-se na primeira parte por Élio Martins e Breitner da Silva. Minhoca reduziu à entrada da segunda parte para o Paços de Ferreira.

Em dois minutos, o nigeriano Shehu viu duplo cartão amarelo e foi expulso. Cícero empatou e Paulo Henrique conseguiu a reviravolta. Apesar da desvantagem numérica, Amílton Silva voltou a empatar para os anfitriões, mas sobre os “90” Diogo Jota confirmou o triunfo forasteiro e mantém os “castores” na luta europeia.

PUBLICIDADE

O Sporting de Braga, por fim, voltou segunda-feira dos triunfos. Na receção ao último classificado, os “guerreiros” do Minho abriram cedo o marcador pelo egípcio Ahmed Hassan e, na segunda parte, o sérvio Stojilikovic e o brasileiro Crislan selaram o 3-0 que dão algum conforto aos “arsenalistas” no quarto lugar.

Jornada 30:

Arouca – Rio Ave, 0-0
Estoril – Boavista, 1-0
Moreirense – Sporting, 0-1
Belenenses – Académica, 1-1
Un. Madeira – P. Ferreira, 3-4
Marítimo – V. Guimarães, 3-0
FC Porto – Nacional, 4-0
Sp. Braga – Tondela, 3-0
Benfica – V. Setúbal, 2-1

Jornada 31:

Boavista – Belenenses (22/abr, 20h30)
Académica – FC Porto (23/abr, 16h15)
Sporting – Un. Madeira (18h30)
P. Ferreira – Sp. Braga (20h45)
Marítimo – Arouca (24/abr, 16h00)
Nacional – Moreirense (16h00)
V. Setúbal – Tondela (16h00)
V. Guimarães – Estoril (18h15)
Rio Ave – Benfica (20h30)

#FUTEBOL l Classificação detalhada da #LigaPortuguesa no final da jornada 30 l fonte: ligapfp</a> <a href="https://t.co/is3Znu8hUl">pic.twitter.com/is3Znu8hUl</a></p>&mdash; Francisco Marques (FrMarques4655) 19 de abril de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Liga Portuguesa, J29: Benfica e Sporting seguem taco a taco, Porto baixou os braços

Benfica volta a vencer a Juventus e apura-se para os "oitavos" da Liga dos Campeões

Sporting vence Tottenham e FC Porto goleado em casa na Liga dos Campeões