EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Iémen: Rebeldes e governo iniciam negociações esta quinta-feira

Iémen: Rebeldes e governo iniciam negociações esta quinta-feira
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Começam esta quinta-feira no Kuwait as adiadas conversações de paz entre o governo iemenita e os militantes houti, destinadas a acabar com a guerra

PUBLICIDADE

Começam esta quinta-feira no Kuwait as adiadas conversações de paz entre o governo iemenita e os militantes houti, destinadas a acabar com a guerra civil.

A confirmação foi dada pelo porta-voz das Nações Unidas, Stephane Dujarric. “Esperamos que as delegações desenvolvam o enquadramento de um roteiro para um processo pacífico e ordenado baseado na iniciativa do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) e e os resultados da Conferência do Diálogo Nacional”, disse.

As negociações deveriam ter começado há dois dias, mas o incumprimento de um cessar-fogo estava a tornar tudo mais difícil.

“Se a agressão continuar, o Exército e os comités do povo que se cuidem. Eles não demonstram sinais de compromisso de cessar-fogo apesar das inúmeras garantias que recebemos de vários outros países”, explica o representante houti, Mohammed Abdel-Salam.

O lado pró governamental também faz o mesmo tipo de acusações.

Está em vigor o quinto cessar-fogo desde o início da campanha militar árabe em março do ano passado.

De acordo com dados da ONU, já morreram mais de 3 mil civis e a situação humanitária é preocupante para as populações que vivem nas zonas atingidas pela violência.

O povo iemenita está enfrentando um dos piores momentos da história humana. #Iêmen#Yemen#UNICEFpic.twitter.com/q0dlnvA5d0

— UNICEF Brasil (@unicefbrasil) 25 March 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rebeldes Houthi do Iémen atacam mais navios no Mar Vermelho e no Mediterrâneo

Houthis reivindicam ataques a contratorpedeiro dos EUA e a dois navios petroleiros

Onda de ataques dos EUA contra alvos Houthi no Iémen