Última hora

Última hora

Eleições antecipadas na Sérvia

Eleições antecipadas na Sérvia
Tamanho do texto Aa Aa

Este domingo 6,8 milhões de eleitores sérvios são convocados às urnas para eleições legislativas antecipadas e para eleger também os representantes das províncias e municípios.

A UE tem mantido uma atitude discreta, optando por ignorar as acusações de autoritarismo dirigidas pela oposição ao homem forte do país, que lidera um governo de coligação onde se destaca o Partido Socialista da Sérvia (SPS) do chefe da diplomacia, Ivica Dacic.

Nestas segundas eleições a meio de um mandato desde 2012, todas as sondagens são unânimes em fornecer de novo a vitória ao SNS, que domina o cenário político sérvio e poderá repetir a maioria absoluta registada em março de 2014.

As eleições de hoje devem ainda confirmar o regresso ao parlamento do Partido Radical de Vojislav Seselj, (SRS, ultranacionalista, ausente em 2012 e 2014) e a estreia no hemiciclo do DSS-Dveri, liderada por Bosko Obradovic, em conjunto creditados de 10% a 15%.