EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Síria: o cessar-fogo que se traduz em mortos

Síria: o cessar-fogo que se traduz em mortos
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Dois dias de pesado bombardeamento aéreo na Síria, sexta e sábado, em zonas de oposição ao regime de Bashar al-Assad. Um vídeo amador mostra o

PUBLICIDADE

Dois dias de pesado bombardeamento aéreo na Síria, sexta e sábado, em zonas de oposição ao regime de Bashar al-Assad.

Um vídeo amador mostra o resultado dos bombardeamentos em Douma, perto de Damasco, com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos a cifrar em 23 as vítimas mortais, crianças incluídas.

UPDATED: Truce in peril as #Syria bombardments kill at least 30 https://t.co/DU0PwbZgL3pic.twitter.com/udrScSomeo

— Ahram Online (@ahramonline) April 23, 2016

A norte, a província de Alepo teve vários pontos atingidos. Moscovo afirma não ter participado em qualquer operação militar aérea durante os últimos dias.

As acusações mútuas quanto à violação do cessar-fogo começado a 27 de fevereiro continuam entre oposição e governo sírio.

Um local de Anadan, na província de Alepo, afirma: “Dizem que o regime e os russos têm alvos precisos, definidos. Aqui não há agressores. Há apenas civis, aqui. Estão a matar civis. São lojas, claramente. Estes são claramente os alvos, a 100 por cento. Aqui não há Frente al-Nusra, apenas atingem civis. É isto. O objectivo é matar pessoas de qualquer modo e forma.”

O principal grupo de oposição sírio suspendeu a participação nas conversações de paz de Genebra, em protesto contra a ineficácia destas manutenção do cessar-fogo.

As negociações de Genebra visam acabar com a guerra na Síria, que rebentou em 2011, contabiliza cerca de 250 mil mortos, provocou a pior crise de refugiados mundial e permitiu o levantamento do auto-proclamado Estado Islâmico, o que conduziu ao envolvimento de potências regionais e internacionais.

O envolvimento da Rússia no conflito começou em 2015, com posicionamento a favor do regime do Presidente sírio Bashar al-Assad.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar