Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Arábia Saudita extingue Ministério do Petróleo

Arábia Saudita extingue Ministério do Petróleo
Tamanho do texto Aa Aa

O rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdelaziz, anunciou, este sábado, uma remodelação governamental.

A principal novidade foi a extinção do Ministério do Petróleo.

Khalid al-Falih, até agora o administrador da petrolífera estatal, a Saudi-Aramco, e também titular da pasta da Saúde, assume o recém-criado Ministério da Energia, Indústria e Riqueza Mineral.

O poderoso Ali al Naimi que comandava a produção de petróleo do país desde 1995 transita para o Conselho Real, como assessor.

Os ministérios da Peregrinação, Comércio e Indústria, Transportes, Assuntos Sociais, e Saúde, foram alvo, também, desta remodelação,

As mudanças ocorrem poucos dias depois de ter sido anunciado um ambicioso plano para diversificar a economia do país e reduzir a dependência do petróleo até 2030.

O plano “Visão 2030” foi apresentado pelo príncipe herdeiro, Mohammed bin Salman, no dia 25 de abril, e prevê a criação de um fundo soberano de um valor entre 2 biliões e 3 biliões de dólares.

Riade planeia cortes nos empregos na função pública, reservados aos súbditos do reino, e também na população imigrante, de cerca de três milhões de pessoas, que faz os trabalhos difíceis e mal pagos.