Obama em visita oficial a Espanha

Obama em visita oficial a Espanha
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, faz este domingo uma visita oficial a Espanha, a primeira de um chefe de Estado dos EUA em 15 anos.

PUBLICIDADE

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, encontra-se em Espanha para a primeira visita oficial de um chefe de Estado norte-americano a Madrid em 15 anos.

Obama encontrou-se com o Rei de Espanha, Felipe VI, e disse aos jornalistas que, para além das boas relações bilateirais, Espanha e Estados Unidos partilham valores “como a liberdade e o respeito pela lei e pelo Estado de Direito.”

O presidente dos Estados Unidos passa apenas um dia em Espanha depois de ter abreviado a sua visita por causa do que ele mesmo descreveu como “uma semana muito difícil nos Estados Unidos,” sem se ter referido diretamente aos tiroteios na cidade de Dalla, Texas, durante os quais cinco polícias foram mortos por um atirador furtivo, posteriormente abatido pela polícia, depois de dois cidadãos negros terem sido mortos durante encontros com a polícia em Baton Rouge, Louisiana, e em Saint-Paul, Minnesota.

Felipe VI manifestou ao presidente Obama a sua “vontade firme e pleno compromisso de manter sempre uma colaboração próxima com os Estados Unidos, um país amigo e decisivo no mundo.”

Depois do encontro com o Rei de Espanha, o presidente dos EUA marca presença na Embaixada norte-americana e dirigir-se-á depois para o Palácio da Moncloa, onde se encontrará com o presidente do Governo espanhol em funções, Mariano Rajoy. Deverá ainda encontrar-se com os principais líderes da oposição no parlamento espanhol e visitar a base aérea de Torrejón de Ardoz, (região de Madrid).

Deverá ainda viajar até à Andaluzia, sul de Espanha, onde visita a base naval de Rota (província de Cádiz), onde se encontra com mais de 3 mil militares do exército dos Estados Unidos, antes de regressar a Washington.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Um arquiteto juntou-se a 17 famílias e nasceu a primeira cooperativa de habitação em Madrid

Só em janeiro, Canárias receberam mais migrantes do que na primeira metade de 2023

Vinícius Júnior, jogador do Real Madrid, não conseguiu conter as lágrimas ao falar de racismo