A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Rio 2016: Kremlin contente com decisão do OIC

Rio 2016: Kremlin contente com decisão do OIC
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Governo russo congratula o Comité Olímpico Internacional pela decisão de não excluir todos os atletas russos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, cujo arranque está marcado para daqui a 12 dias.

É claro que esta é uma decisão muito importante e parece-me que foi tomada no interesse da unidade do mundo do desporto, no interesse da unidade da família olímpica.

Vitaly Mutko Ministro do Desporto da Rússia

Para o Kremlin, o doping é um problema do desporto mundial e não apenas russo.

“É claro que esta é uma decisão muito importante e parece-me que foi tomada no interesse da unidade do mundo do desporto, no interesse da unidade da família olímpica. O doping é um mal à escala mundial e não é apenas um problema da Rússia. Podemos combatê-lo conjugando esforços. Estamos prontos, numa base justa, em cooperar com o Comité Olímpico Internacional e a sua comissão independente e, em conjunto com a Agência Mundial Antidoping (AMA), reformatar todo o sistema de antidoping“, afirma o ministro russo do Desporto, Vitaly Mutko.

O governo russo espera, agora, que as federações internacionais dos vários desportos defendam os atletas russos.

A primeira a fazê-lo é a Federação Internacional de Ténis que autorizou os sete tenistas russos a competir no Rio de Janeiro. Em comunicado, assegurou que os atletas “passaram em vários testes _antidoping: bastante rigorosos”.