EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Força de proteção regional a caminho do Sudão do Sul.

Força de proteção regional a caminho do Sudão do Sul.
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O governo do Sudão do Sul autorizou a presença de uma força militar regional no país para evitar novos combates entre o exército e os rebeldes leais ao antigo vice-presidente, Riek Machar e salvar o a

PUBLICIDADE

O governo do Sudão do Sul autorizou a presença de uma força militar regional no país para evitar novos combates entre o exército e os rebeldes leais ao antigo vice-presidente, Riek Machar e salvar o acordo de paz do ano passado.

O acordo foi concluído em Addis Abeba na Etiópia numa cimeira dos sete países da Autoridade intergovernamental para o Desenvolvimento mais as Nações Unidas e a União Africana.

A violência estoirou em julho entre as forças leais ao presidente Salva Kiir e o rival de longa data, antigo vice-presidente, Riek Machar.

A política no Sudão do Sul têm corroída por divisões e rivalidades com líderes a mudarem de aliança num complexo xadrez do poder num país rico em petróleo, que ganhou a independência há apenas cinco anos.

A violência provocou múltiplas dezenas de mortos e inúmeros refugiados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Países Baixos lembram vítimas da Segunda Guerra Mundial

Ucrânia, 2 anos depois: Como a população se está a adaptar a uma guerra de longa duração

Sudão: 18 milhões enfrentam fome severa