EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Matteo Renzi critica a gestão europeia da crise migratória

Matteo Renzi critica a gestão europeia da crise migratória
Direitos de autor 
De  Nelson Pereira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A União Europeia deixou a Itália sozinha face à crise dos migrantes – segundo o primeiro-ministro italiano.

PUBLICIDADE

A União Europeia deixou a Itália sozinha face à crise dos migrantes – segundo o primeiro-ministro italiano.

Matteo Renzi sublinhou este sábado em Florença estar desiludido por não terem sido discutidos na cimeira informal de Bratislava projetos de desenvolvimento para os países de origem dos migrantes.

Depois de ter recusado participar na conferência de imprensa de sexta-feira do presidente francês François Hollande e da chanceler alemã Angela Merkel, afirmando não partilhar das conclusões de ambos sobre a cimeira, Renzi defendeu que a austeridade orçamental é uma falsa receita e que a Itália ficou sozinha face ao afluxo de migrantes.

Se a União Europeia não avançar com acordos de desenvolvimento para África “serei eu a fazê-los sozinho”, disse o chefe do governo italiano.

#Bratislava. Passo in avanti, ma piccolo piccolo. Troppo poco. Senza cambiare politiche su economia e immigrazione, l'Europa rischia molto

— Matteo Renzi (@matteorenzi) 16 septembre 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

#TheCube: Macron abdicou da sua reforma enquanto presidente?

Itália procura um novo governo

Governo italiano sobrevive a voto de confiança no Senado