Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Rafael Nadal e Mo Farah em lista de atletas que recorreram a substâncias proibidas

Rafael Nadal e Mo Farah em lista de atletas que recorreram a substâncias proibidas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os campeões olímpicos Mo Farah, Rafael Nadal e Justin Rose fazem parte de uma nova lista de atletas que recorreram a substâncias proibidas.

A revelação foi feita, segunda-feira, pelo grupo “hacker” russo “FancyBears”.

Os piratas informáticos, que acederam ilegalmente à base de dados da Agência Mundial Antidopagem, revelaram mais 26 nomes de atletas que usaram substâncias dopantes para fins terapêuticos.

Os documentos sobre o britânico Mo Farah, que no Rio de Janeiro se sagrou bicampeão olímpico nos 5.000 e 10.000 metros, revelam o uso do corticosteroide triancinolona e morfina.

Nos documentos sobre o espanhol Rafael Nadal, antigo número um mundial e vencedor de 14 títulos do ‘Grand Slam’, pode ver-se que o tenista teve autorização para receber doses intramusculares de betametasona e, durante os Jogos Olímpicos Londres2012, várias doses de uma substância corticoide.

Além de Espanha e Grã-Bretanha, a mais recente lista divulgada pelos piratas engloba atletas dos Estados Unidos, França, Canadá, Hungria, Dinamarca, Burundi, Bélgica e Argentina.

O ministro russo dos Desportos, Vitaly Mutko, já negou qualquer envolvimento do seu governo no ataque informático.

O diretor geral da Agência Mundial Antidopagem MA, Olivier Niggli não tem dúvidas de que os ataques são uma forma de retaliação por a agência ter revelado um esquema de “doping” patrocinado por Moscovo.