A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Indústria química: Chinesas ChemChina e Sinochem negoceiam fusão

Indústria química: Chinesas ChemChina e Sinochem negoceiam fusão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As empresas estatais chinesas do setor químico Sinochem Group e ChemChina estão em discussões sobre uma possível fusão, para criar uma gigante de produtos químicos, fertilizantes e de petróleo. Num negócio que pode gerar quase 100 mil milhões de dólares em receita anual, mais de 90 mil milhões de euros.

O acordo foi proposto pelo governo da China e faz parte do programan de redução do número de empresas estatais, com o objetivo de criar indústrias maiores e mais competitivas.

De acordo com fontes próximas do negócio, os maiores gestores das duas empresas estiveram reunidos no início desta semana para discutir uma potencial fusão.