Iémen: População exige o fim da guerra civil

Iémen: População exige o fim da guerra civil
De  Miguel Roque Dias com Reuters; AFP; Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os iemenitas querem mais do que um cessar-fogo de três dias, querem o fim da guerra civil que guerra flagela o país desde março de 2015.

PUBLICIDADE

Os iemenitas querem mais do que um cessar-fogo de três dias, querem o fim da guerra civil que guerra flagela o país desde março de 2015.

A trégua entra em vigor às 23:59 horas locais desta quarta-feira (21:59 em Lisboa).

As Nações Unidas informaram que tanto o Presidente do Iémen, Abdu Rabu Mansur Hadi, como os rebeldes hutis aceitaram os termos do cessar-fogo.

A população exige o fim do conflito.

“Tréguas? Precisamos é que a guerra acabe. Não queremos outro cessar-fogo de três dias. Queremos o fim da guerra”, afirma um habitante de Sanaa, a capital do Iémen.

Outro afirma que “falam de tréguas mas depois voltam aos ataques aéreos. Eles destruíram as nossas casas, destruíram os nossos filhos. Eles atacaram uma casa mortuária, salões de casamentos, mesquitas e escolas. Eles têm atingido tudo. Eles destruíram as infraestruturas. De onde veio essa trégua? Quem vai aceitá-la?”, questiona.

I know #Yemenis are strong, but #Hunger will kill them stand up and support #Yemen, it's the time to Say enough
Join us:End The War In Yemen pic.twitter.com/NmitOWkXiK

— Living in Yemen (@Living_Yemen) October 18, 2016

Segundo as Nações Unidas, o cessar-fogo vai evitar mais mortes.

Os termos do acordo obrigam as duas fações a permitir o acesso livre e sem restrições de assistência humanitária à população, em todo o país, além de uma pausa total em todas as atividades militares.

UN hopes Yemen ceasefire will bring relief to areas ‘cut-off’ by fighting https://t.co/O44a9ljUpq

— Middle East Monitor (@MiddleEastMnt) October 18, 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA e Reino Unido atacam alvos Houthi no Iémen depois de um navio ter sido atingido no Mar Vermelho

EUA avisam que não vão parar ataques contra militantes apoiados pelo Irão no Iraque e na Síria

Tripulação apaga incêndio em petroleiro atingido por míssil Houthi ao largo do Iémen