Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Brexit: Governo britânico vai recorrer da decisão do Supremo

Brexit: Governo britânico vai recorrer da decisão do Supremo
Tamanho do texto Aa Aa

O governo britânico vai recorrer da decisão do Supremo Tribunal que considera que o Brexit só pode avançar depois de ser votado no Parlamento. O veredicto foi anunciado esta quinta-feira pelo Supremo Tribunal do Reino Unido. Os juízes consideram que o governo de Theresa May não pode ativar o artigo 50 do Tratado de Lisboa sem antes consultar os deputados.

Gina Miller liderou o grupo de cidadãos que interpôs o processo no tribunal para evitar que a primeira ministra iniciasse formalmente as negociações de saída da União Europeia sem consultar o parlamento. “Este resultado diz respeito a todos nós, não apenas a mim ou à minha equipa. Diz respeito ao Reino Unido e ao nosso futuro. Não é contra qualquer voto. Todos nós votámos pelo melhor do nosso país para um futuro melhor. Esta é uma questão processual e não política”, explicou Gina Miller.

O Supremo Tribunal considerou válido o argumento de que se o Reino Unido aderiu à União Europeia por decisão do Parlamento, só o mesmo Parlamento pode decidir sobre a saída.

O Governo britânico vai então apelar. Em declarações no Parlamento, o ministro do Comércio, Liam Fox afirmou que “ executivo está desapontado com a decisão do tribunal”. A chefe do governo já tinha anunciado que pretendia avançar com o processo até ao final de março do próximo ano.

Recorde-se que a 23 de junho 52% dos britânicos que foram às urnas votaram a favor da saída da União. Este processo pode agora arrastar-se por vários meses.