Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

EUA: Reta final para as eleições com susto para Trump

EUA: Reta final para as eleições com susto para Trump
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A dois dias das presidenciais norte-americanas, Donald Trump apanhou um valente susto ao ter de ser retirado do palco pelos seguranças.

Em causa, uma presumível ameaça entre o público e alguém que referiu a presença de uma arma.

Afinal, era apenas um republicano descontente com a escolha do candidato que empunhava uma bandeirola dizendo “Republicanos contra Trump” e que conta o que lhe aconteceu.

“De repente, como não gostou da bandeirola, a multidão começou a agarrar-me, a dar-me pontapés, a agarrar-me as pernas, a bater-me. Depois, alguém gritou algo a propósito de uma arma e foi aí que as coisas ficaram mesmo fora de controlo, com gente a dar-me mais pontapés e a torcer-me os braços. Agradeço às forças de segurança que reagiram rapidamente, sem elas, é possível que me tivessem estrangulado ou mesmo morto”, admite Austyn Crites.

Cerca de dez minutos depois, o candidato republicano voltou ao palco, em Reno, no Nevada, para agradecer, por seu lado, aos serviços secretos e prometer à assistência que ninguém “conseguirá parar” os republicanos.

Hillary Clinton, por seu lado, que tem contado com o apoio de várias estrela do mundo da música pop e do espetáculo, contou, este sábado, com o apoio da cantora Katy Perry, que deu um concerto em Filadélfia e aproveitou para apelar ao voto, já que a taxa de participação nos Estados mais importantes pode fazer pender a balança para um outro lado.

Clinton continua favorita nas maioria das 3876 sondagens analisadas pelo site Five Thirty Eight, embora o rival republicano se aproxime cada vez mais.