EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Índices de poluição em Nova Deli levam a medidas extremas

Índices de poluição em Nova Deli levam a medidas extremas
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades de Nova Deli retiraram as licenças de circulação a milhares de veículos a diesel, com mais de 15 anos, e interromperam os trabalhos de construção da rede de…

PUBLICIDADE

As autoridades de Nova Deli retiraram as licenças de circulação a milhares de veículos a diesel, com mais de 15 anos, e interromperam os trabalhos de construção da rede de metro.

É a última tentativa para atenuar a espessa nuvem de fumo, cinzas e outros poluentes que cobre a capital indiana. Os níveis de poluição estão muito acima do limite de segurança.

“Somos responsáveis pela poluição do ar que atinge níveis tóxicos e vai para lá dos limites que se podem medir, ultrapassa a imaginação humana ou a das máquinas que deveriam ser capazes de calcular o quão poluído está o nosso ar”, adianta Vimlendu Jha, ambientalista.

પ્રદૂષણને કારણે દિલ્હીની 1300 સ્કૂલ બંધ #Khabarchhe#delhipollution#PollutionControlDelhi#pollution#Delhihttps://t.co/Wkrn0qYQPW

— Tejash Modi ™ (@TejashModiLive) 5 novembre 2016

O Supremo Tribunal vai analisar petições de grupos ambientalistas que pedem a sua intervenção para que se implementem as medidas antipoluição ordenadas por outra alta instância.

As autoridades garantem que a questão está a ser resolvida:

“Estão a ser tomadas todas as medidas. As estradas de Deli estão a ser lavadas pela primeira vez. As estradas estão a ser molhadas para evitar que a poeira suba, estamos a tomar todas as medidas possíveis”, afirma o ministro da Saúde, Satyendra Jain.

NASA reveals why New Delhi is blanketed with deadly smog. #PollutionControlDelhi#delhipollution#Delhi#Indiahttps://t.co/DBdpu4xB5C

— Ranjit Nair (@NairRanjit) 3 novembre 2016

A Índia, que é o terceiro maior emissor mundial de gases com efeito de estufa, ratificou em outubro o acordo de Paris sobre alterações climáticas.

Um grande passo num país onde a poluição atmosférica causou a morte prematura, em 2013, a 1,3 milhões de pessoas. Dados recolhidos pelo “Global Burden of Disease Project“http://www.healthdata.org/gbd.

Rapport: les conséquences de la #pollution atmosphérique sur la santé et le développement des pays émergents https://t.co/hgxg4m4w4kpic.twitter.com/YmwhANvJoL

— Banque mondiale (@Banquemondiale) 4 novembre 2016

Com Reuters

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

OMS realiza primeira cimeira sobre medicina tradicional

Incêndio de grandes proporções afeta empresa farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk

Homem que recebeu rim de um porco teve alta hospitalar