EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Rússia denuncia ataque químico contra militares sírios em Alepo

Rússia denuncia ataque químico contra militares sírios em Alepo
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pelo menos 30 militares sírios terão sido vítimas de um ataque químico realizado no domingo por membros do autoproclamado Estado Islâmico em Alepo.

PUBLICIDADE

Pelo menos 30 militares sírios terão sido vítimas de um ataque químico realizado no domingo por membros do autoproclamado Estado Islâmico em Alepo. A informação é avançada pelo Ministério da Defesa da Rússia, que adianta ainda este é o terceiro incidente deste género registado nas últimas duas semanas.

Ao que tudo indica, terão sido lançados morteiros com gás tóxico em vários bairros do sudoeste da cidade. Os cerca de 30 militares do batalhão 415 da divisão 115 da Guarda Republicana da Síria terão sofrido intoxicações de diversos graus, tendo sido depois retirados para um hospital de Alepo.

O governo russo garantiu ter provas da utilização projéteis com cloro e fósforo branco e exigiu ainda que estes ataques químicos sejam investigados por especialistas da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).

E nesta batalha parece não haver limites. Esta segunda-feira voltaram a ser bombardeados dois hospitais em zonas de Alepo controladas pelos rebeldes. Para já há apenas registo de feridos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar