Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Presidente turco questiona amizade alemã

Presidente turco questiona amizade alemã
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente turco questionou a amizade alemã um dia depois da visita do chefe da diplomacia germânica. Na terça-feira Frank-Walter Steinmeir disse a Recep Tayyip Erdogan que a purga em curso no país não corresponde aos standards de um Estado de direito. Agora, o presidente fala em ambiguidade por parte de Berlim:

“A Alemanha considera o PKK, o partido dos trabalhadores do Curdistão, uma organização terrorista, mas apoia-os direta ou indiretamente. Que tipo de amizade é esta?”

As relações com a União Europeia e as negociações para a adesão da Turquia ao bloco também foram abordadas, tendo Steinmeier dito que cabe aos turcos decidirem a direção que querem tomar.

Erdogan aproveitou a conferência de imprensa que deu antes de partir para o Paquistão para criticar a Bélgica, país que acolhe as instituições europeias:

“Atualmente a Bégica é um centro importante para terroristas. Não só do PKK mas também para os membros da organização de Fetullah Gulen”. Recorde-se que Ancara acusa o clérigo radicado nos Estados Unidos de ser o responsável pela intentona de julho.

A detenção dos parlamentares curdos do HDP no início do mês foi a gota de água que acabou com a paciência de muitos políticos europeus relativamente aos acontecimentos dos últimos meses na Turquia.