This content is not available in your region

Diva da Soul, Sharon Jones morre aos 60 anos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Diva da Soul, Sharon Jones morre aos 60 anos

A cantora de soul Sharon Jones morreu na sexta-feira em Nova Iorque, aos 60 anos, devido um cancro no pâncreas. A artista ainda venceu uma primeira batalha contra o tumor, voltou aos palcos, mas acabaria por perder a guerra ao fim de três anos.

De acordo com Judy Miller Silverman, a agente, a diva norte-americana da Soul morreu num hospital de Cooperstown, Nova Iorque, rodeada pela sua banda, os Dap Kings.

A artista atuou algumas vezes em Portugal. A primeira foi no Santiago Alquimista, Lisboa, em julho de 2005.

Voltaria em 2010 para atuar na última noite da primeira edição em Sesimbra do Festival Super Rock, partilhando o brilho dessa noite com um dos grandes admiradores. Sharon Jones & the Dap Kings atuaram no palco secundário escassas horas antes de Prince “arrasar” no palco principal do evento.

Os dois viriam a colaborar no ano seguinte, com os Dap Kings a abrir concertos para Prince. Num deles, o “purple king” de Minneapolis surpreendeu Sharon jones ao entrar no palco de guitarra a tira colo durante a atuação da artista.

Nesse ano, Sharon Jones & the Dap Kings voltariam a Portugal para atuar noutro festival, o Cool Jazz Fest, de Cascais.

Depois de vencer a primeira batalha contra o cancro, Sharon Jones voltaria uma vez mais a Portugal para um concerto arrebatador na Aula Magna, de novo em Lisboa, a 23 de novembro de 2014 — faz quarta-feira dois anos.

Este ano, os Dap Kings tiverem novo concerto marcado para Portugal, no Festival de Paredes de Coura, mas tiveram de cancelar. Terá sido um sinal de que a saúde de Sharon jones teria voltado a agravar-se.

O grupo ainda deu alguns concertos em setembro e tinha já outros marcados para dezembro e janeiro, mas o cancro “calou” de vez Sharon Jones — sete meses após o amigo e grande admirador Prince também ter morrido.

Para sempre, ficará a música.