Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Turquia emite mandado de captura contra líder curdo sírio

Turquia emite mandado de captura contra líder curdo sírio
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia emitiu um mandado de captura contra Saleh Muslim, o líder do Partido da União Democrática Curda (PYD), a organização curda síria que combate o autoproclamado “Estado Islâmico” com o apoio dos Estados Unidos, informou esta terça-feira a agência noticiosa turca Anadolu.

A justiça turca pede a detenção de um total de 48 pessoas, por suspeita de envolvimento no atentado de fevereiro em Ancara. Neste grupo estão, para além de Saleh Muslim, Cemil Bayik, Murat Karayilan e Fehman Hüseyin, três altos dirigentes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), classificado como organização terrorista pela Turquia, União Europeia e Estados Unidos.

No dia 17 de fevereiro um automóvel armadilhado explodiu em Ancara à passagem de uma coluna militar, fazendo 28 mortos e mais de 60 feridos. O atentado foi reivindicado pelo grupo insurgente curdo Falcões pela Liberdade do Curdistão (TAK), uma fação dissidente do PKK, mas as autoridades turcas responsabilizaram o PKK e a milícia do PYD.

Terroristas para Ancara, aliados de Washington

Entretanto num discurso proferido esta terça-feira em Ancara, o presidente turco Recep Erdogan exigiu que as milícias curdas abandonem a cidade de Manbij.

“Eles disseram que sairiam. Fomos informados de que alguns deles partiram, mas queremos que os militantes do Partido da União Democrática Curda (PYD) e das Unidades de Proteção do Povo (YPG) abandonem por completo a região. Queremos que saiam de Manbij”, disse Erdogan, frisando que “Estas terras não pertencem aos terroristas, pertencem aos árabes.”

Os combatentes do Exército Livre da Síria, apoiado pela artilharia e Força Aérea da Turquia, controlam a entrada ocidental da cidade síria de al-Bab e preparam uma ofensiva contra Manbij.

A cidade de Manbij, a oeste do rio Eufrates, foi em agosto conquistada ao Daesh pelas Forças Democráticas da Síria, uma fação composta por cerca de 30 mil curdos e árabes que combatem sob liderança curda e com o apoio dos Estados Unidos.

Ancara definiu a margem oeste do rio Eufrates como limite territorial para a presença das milícias curdas naquela área, apostada em impedir a criação de um território autónomo curdo no norte da Síria, junto da fronteira turca.