Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Grécia: Morte de dois refugiados inflama protestos no campo de Moria

Grécia: Morte de dois refugiados inflama protestos no campo de Moria
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro grego Alexis Tsipras promete melhorar as condições dos refugiados acolhidos no país, após a morte de duas pessoas num campo da ilha de Lesbos.

Uma sexagenária de nacionalidade iraquiana e o neto de seis anos morreram ontem no campo sobrelotado de Moria, na sequência de um incêndio provocado pela explosão de uma botija de gás.

Um residente afirma:

“Eles não se preocupam com os refugiados, eles pensam que não somos seres humanos, que somos animais. Mas nós somos seres humanos”.

Outras dez pessoas ficaram feridas no incidente.

O combate às chamas foi marcado por alguns confrontos esporádicos entre a polícia e refugiados.

Os campos da ilha de Lesbos acolhem atualmente cerca de 6 mil refugiados, cerca do dobro da capacidade máxima das instalações.

O governo de Atenas tinha ontem voltado a apelar à ajuda europeia, quando apenas 30 de 400 funcionários fronteiriços prometidos por Bruxelas, foram até agora mobilizados para o território.