Radar... as histórias que não fizeram manchetes

Radar... as histórias que não fizeram manchetes
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

À sexta-feira, os jornalistas das 13 línguas da euronews selecionam um conjunto de histórias que não tiveram direito a grande destaque na imprensa internacional.

PUBLICIDADE

À sexta-feira, os jornalistas das 13 línguas da euronews selecionam um conjunto de histórias que não tiveram direito a grande destaque na imprensa internacional.

França: Reformada recebe conta de eletricidade de oito mil euros

Uma reformada da Normandia recebeu um presente de natal antecipado mas igualmente indesejado. A EDF, Eletricidade de França, reclama de uma mulher de 70 anos, que vive sozinha numa casa pequena, o pagamento de cerca de oito mil euros. Ao que tudo indica as leituras do contador feitas pela cliente no estavam corretas e um técnico descobriu depois os números reais. A mulher não ganhou para o susto e pediu ajuda a uma associação de defesa dos direitos do consumidor.

Une Brionnaise a reçu une facture d'électricité astronomique, alors qu'elle vit seule et consomme peu. https://t.co/12xOeFRWOK

— Eveil Normand (@Eveil_Normand) 27 novembre 2016

“Uma conta destas corresponde ao consumo anual de uma loja de cerca de 200 metros quadrados,” diz Gilbert Malhaire, presidente da associação de vítimas da EDF.

Taxados por dançar em Bruxelas

A cidade de Bruxelas obriga a pagar 40 cêntimos a todos os que se animem para dançar. O imposto remota à década de 50 e foi reativado em 2015. O bar Bonnefooi, espaço conhecido do centro da capital belga pelo ambiente noturno, recebeu na semana passada a visita de um inspetor que reclama ao estabelecimento o pagamento de 40 cêntimos por cada pessoa que “assista ou participe” numa festa que inclua dança.

De acordo com os proprietários do estabelecimento, os valores traduzem-se numa fatura anual de dois mil euros. Para protestar contra a medida, o bar Bonnefooi afixou um cartaz na porta que refere ser “proibido dançar.”

São já cerca de 38, os estabelecimentos noturnos, que pagam este imposto, que gera rendimentos para a cidade na ordem dos 160 euros por mês por cada estabelecimento.

Azar de condutora torna-se viral em Espanha

A região espanhola de Sagunto, na Comunidade Valenciana, foi particularmente castigada pelas cheias. O infortúnio de uma condutora, presa no próprio carro, tornou-se viral. Uma estação de televisão, presente no terreno, transmitiu em direto o momento em que uma condutora sai, a custo, do carro que se está a afundar e que foi depois levado pela força da água. A mulher recebeu apoio médico. O azar de uns foi no entanto o entretenimento de outros. Via #Sagunto espalhou-se pelas redes sociais.

Super rescate en Sagunto pic.twitter.com/eV3Ga4FDYi

— juan carlos mohr (@juancarlosmohr) 28 novembre 2016

Vendo BMW con pocos kilómetros: Menos de 1 de largo y mucho menos de 1 de ancho.
No tiene navegador.
Mejor ver. pic.twitter.com/JyoqM6Sns8

— La rubia de Sagunto (@rubiadeSagunto) 1 décembre 2016

Carteiros finlandeses oferecem caminhadas a idosos por mais de 17 euros

Os carteiros finlandeses oferecem-se para ajudar os idosos, mas o serviço não é barato.

Os finlandeses idosos e sozinhos poderão contratar os serviços de um carteiro para fazer um passeio nos meses de inverno e assegurar que não cairão nas estradas geladas e traiçoeiras.

Uma caminhada de meia hora custa pouco mais de 17 euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia proíbe atividade da Rádio Europa Livre/Rádio Liberdade

Oposição polaca acusa governo de Tusk de "golpe de Estado" na Procuradoria-Geral

Caos na TV polaca: governo de Tusk nomeou nova direção mas antiga recusa-se a sair