EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

EUA: Trump escolhe magnata do petróleo para secretário de Estado

EUA: Trump escolhe magnata do petróleo para secretário de Estado
Direitos de autor 
De  Euronews com AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, anuncia a nomeação do empresário Rex Tillerson para secretário de Estado, CEO da gigante petrolífera ExxonMobil e homem de muitos contatos com a…

PUBLICIDADE

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, anuncia a nomeação do empresário Rex Tillerson para secretário de Estado, CEO da gigante petrolífera ExxonMobil e homem de muitos contatos com a Rússia.

Nas redes sociais Trump escreve: “Escolhi um dos verdadeiros e grandes líderes empresariais do mundo, Rex Tillerson, Presidente e CEO da ExxonMobil, para ser Secretário de Estado”.

Engenheiro de formação, Tillerson entrou na ExxonMobil em 1975 e iniciou uma longa carreira que incluiu a administração das operações na Rússia e no mar Cáspio, incluindo o consórcio Sakhalin I, que realizava exploração offshore na ilha Sakhalin, na Rússia.

À frente da imensa máquina diplomática que é o Departamento de Estado, Tillerson terá como prioridade a defesa “dos interesses americanos” e ajudar a “reverter anos de política externa equivocada que enfraqueceram a segurança e a posição dos Estados Unidos no mundo”.

A sua nomeação ainda dependerá do voto de confirmação do Senado americano.

No entanto, já que o anúncio foi feito dias depois de denúncias sobre uma suposta interferência da Rússia nas eleições que marcaram a vitória de Trump, a aprovação de Tillerson pode ser problemática dada a sua proximidade com as autoridades russas, incluindo o presidente Vladimir Putin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão