Última hora
This content is not available in your region

Trump quer investigar alegada fraude eleitoral

Trump quer investigar alegada fraude eleitoral
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump acredita que, além de ter ganho as eleições com a maioria do colégio eleitoral, também ganhou em termos de voto popular, apesar de os números dizerem o contrário.

O presidente americano anunciou, no Twitter, que ia pedir inquérito à alegada fraude eleitoral que, segundo ele, fez com que vários milhões de imigrantes ilegais e até alguns mortos estivessem inscritos nos cadernos.

Apesar das afirmações de Trump na rede social, defendidas depois oficialmente pelo porta-voz para a imprensa Sean Spicer, não há quaisquer provas que tal fraude tenha existido.

Quem já reagiu foi o senador independente Bernie Sanders, candidato presidencial derrotado nas primárias do Partido Democrata: “Essa declaração faz-me medo. O que mais me preocupa é que, ao dizer que há três a cinco milhões de ilegais a votar, está a mandar uma mensagem a todos os governadores republicanos para que eliminem pessoas dos cadernos eleitorais. A grande crise democrática e política que enfrentamos não é a fraude eleitoral, mas a supressão de eleitores”, disse.

Hillary Clinton teve, segundo os números oficias, cerca de três milhões de votos a mais que Trump. Os Estados Unidos não permitem o voto de estrangeiros nas eleições federais e, por enquanto, nada prova as alegações de Trump.

No entanto, normalmente não é exigido nenhum documento a provar a cidadania ou a identidade no momento de votar.