EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

EUA: Juiz nomeado para o Supremo garante que ataques de Trump à justiça são “desanimadores”

EUA: Juiz nomeado para o Supremo garante que ataques de Trump à justiça são “desanimadores”
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As críticas surgem de todos os quadrantes políticos e civís.

PUBLICIDADE

As críticas surgem de todos os quadrantes políticos e civís.
Desta vez foi o próprio juiz nomeado por Donald Trump para o Supremo Tribunal norte-americano, Neil Gorsuch, a considerar que os ataques do Presidente aos tribunais são “desanimadores” e “desmoralizadores”.

As declarações foram feitas durante um encontro com o senador democrata pelo Connecticut Richard Blumenthal e foi o senador que as tornou públicas: “Ele disse muito especificamente que as declarações de Trump era muito desmoralizadoras e desanimadoras, e classificou de abomináveis e inaceitáveis os ataques do Presidente Trump à justiça”.

Mais tarde, Ron Bonjean, a porta-voz de Gorsuch para o processo de confirmação da sua nomeação pelo Congresso, confirmou à CNN as declarações do juiz.

Em causa estão as considerações de Trump relativas ao juiz James L. Robart, de Seattle, no estado de Washington, que ordenou o bloqueio temporário do decreto que proíbe a entrada nos EUA de pessoas oriundas de sete países de maioria muçulmana. Donald Trump disse mesmo que “os tribunais parecem ser demasiado políticos e seria extraordinário para o nosso sistema de justiça se conseguissem ler uma declaração e fazer o que é certo”. Recorde-se também que Trump acusa o juiz de estar a por em causa a segurança do país.

Esta guerra de palavras acontece numa altura em que o tribunal de recurso, em São Francisco, está a analisar a argumentação dos procuradores de Washington e do Minnesota, os dois estados que contestaram a medida do Presidente e dos advogados do Departamento de Justiça sobre a decisão do tribunal de Seattle.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Senado dos EUA confirma escolha radical de Trump para a pasta da Justiça

Democratas pressionam Joe Biden para reavaliar candidatura às presidenciais

Trump aceita nomeação para corrida presidencial e cita Orbán no discurso