Donald Trump boicota jantar anual de jornalistas da Casa Branca

Donald Trump boicota jantar anual de jornalistas da Casa Branca
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Donald Trump confirma a ruptura com os media norte-americanos ao anunciar que não vai estar presente no jantar dos jornalistas da Casa Branca, no final de Abril.

PUBLICIDADE

Donald Trump confirma a ruptura com os media norte-americanos ao anunciar que não vai estar presente no jantar dos jornalistas da Casa Branca, no final de Abril.

O anúncio foi feito através da conta Twitter da presidência. Trump torna-se o segundo chefe de estado, depois de Nixon, a romper com a tradição nos últimos 45 anos (Reagan tinha estado ausente do evento em 1981, depois de ter sido hospitalizado na sequência de uma tentativa de assassínio).

I will not be attending the White House Correspondents' Association Dinner this year. Please wish everyone well and have a great evening!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) February 25, 2017

A Associação de Correspondentes da Casa Branca reagiu à recusa do presidente, afirmando que o evento, a 29 de abril, “vai continuar a ser uma celebração da primeira emenda da Constituição que protege a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa”.

WHCA statement on 2017 White House Correspondents' Dinner pic.twitter.com/mMOXaozwHj

— Jeff Mason (@jeffmason1) February 25, 2017

Desde a campanha para as presidenciais que o republicano multiplica os ataques aos meios de comunicação social mais críticos, que classificou como “desonestos”, “inimigos do povo”, ou mesmo “notícias falsas”.

Na sexta-feira, Trump tinha proibido meios como o New York Times, CNN ou Político de assistirem à conferência de imprensa quotidiana do porta-voz da Casa Branca.

O jantar de gala iniciado em 1920, representa desde há décadas uma das tribunas mais informais dos presidentes norte-americanos, entre humor e ironia.

Foi no mesmo jantar que, em 2011, Barack Obama não tinha poupado piadas a Donald Trump, entre os comensais. Um momento que, segundo algumas fontes, teria sido decisivo para que o milionário se apresentasse às presidenciais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primárias no Michigan: Biden vence corrida dos democratas e Trump triunfa entre republicanos

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny