Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Lionel Messi volta a atacar vítima preferida

Lionel Messi volta a atacar vítima preferida
Tamanho do texto Aa Aa

Lionel Messi estragou a festa dos 300 jogos no banco do Atlético Madrid para Diego Simeone ao garantir os três pontos para o Barcelona, que continua assim na perseguição do Real Madrid. O técnico continua sem derrotar os catalães na Liga espanhola desde que chegou ao Vicente Calderón.

O Barcelona até pode estar bem distante do brilho de outros tempos mas quem tem Messi na equipa, está sempre mais próximo do triunfo. O filme do jogo nem sequer é inédito, o Atlético dominou uma boa parte do encontro mas no final foi o argentino a fazer a diferença, apontado o golo da vitória a quatro minutos dos noventa.

Com esta derrota os colchoneros estão praticamente afastados da luta pelo título, seguem em quarto a dez pontos da liderança. Na frente, com mais um ponto que Barcelona, mas também menos um jogo, está o Real Madrid, que esteve a perder por 2-0 em Villarreal mas deu a volta ao marcador com golos de Bale, Ronaldo e Morata.

Ases e Azelhas

O Atlético de Madrid tem sido a vítima preferida de Lionel Messi e mesmo passando ao lago do jogo, o argentino deixou a sua marca. Tem agora um total de 27 golos apontados frente aos colchoneros, 13 dos quais no Vicente Calderón.

Cristiano Ronaldo fez o gosto ao pé da marca de grande penalidade frente ao Villarreal e com isso atingiu mais um recorde. É agora o jogador com mais golos de penálti na história da Liga espanhola, tem 57, mais um que Hugo Sánchez.

De mal a pior vai o Osasuna, que foi derrotado pelo Espanyol por 3-0 e não vence um encontro no campeonato desde 17 de outubro. Soma 16 encontros consecutivos sem vencer e 19 sempre a sofrer golos.