Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Alemanha e Inglaterra não vacilam no caminho para a Rússia

Alemanha e Inglaterra não vacilam no caminho para a Rússia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O fim de semana passado foi animado pela ronda de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2018 e apesar de ainda haver muito por jogar, há equipas que não perdem o norte no caminho rumo à Rússia. É o caso de Alemanha e Inglaterra, que lideram os seus grupos com uma vantagem confortável.

No Azerbaijão, a seleção alemã não sentiu grandes dificuldades para conquistar os três pontos com uma goleada por 4-1 e os cinco jogos que restam deverão ser pouco mais que um passeio. Os campeões do mundo lideram agora com uma vantagem de cinco pontos sobre a Irlanda do Norte e apresentam um registo 100% vitorioso na fase de qualificação (só a Suíça se pode gabar do mesmo) com vinte golos apontados e apenas um sofrido em cinco jogos.

O golo que Dimitrij Nazarov apontou à Alemanha no encontro de Baku deixou a Inglaterra como a única equipa que ainda não sofreu qualquer golo no apuramento para o mundial da Rússia. A equipa de Gareth Southgate derrotou a Lituânia por duas bolas a zero e tem ultrapassado a timidez ofensiva, apenas oito golos marcados, com uma enorme solidez defensiva. Lidera o grupo F com 13 pontos, quatro de vantagem sobre a Eslováquia.

Ases e Azelhas

Gianluigi Buffon é uma referência do futebol internacional. Frente à Albânia, o guarda-redes somou a 168ª internacionalização, um recorde europeu, naquele que foi o seu milésimo jogo desde que se estreou num Parma-Milão, a 19 de novembro de 1995.

Em Portugal, a estrela dá pelo nome de Cristiano Ronaldo. O atacante madeirense bisou frente à Hungria e soma agora 70 golos pela seleção nacional. Só Ferenc Puskás [84], Sándor Kocsis [75] e Miroslav Klose [71] fizeram melhor no futebol europeu.

Kylian Mbappé é a coqueluche do momento no futebol francês. Aos 18 anos e 95 dias de idade tornou-se no futebolista mais jovem a representar a seleção gaulesa desde 1955, tendo entrado aos 78 minutos para o lugar de Payet na vitória no Luxemburgo.

Quem vai de mal a pior é a Holanda, que foi derrotada na Bulgária e caiu para o quarto lugar no seu grupo de apuramento. Depois de falhar o Europeu de França, corre o sério risco de ficar fora do mundial da Rússia. Para já a má campanha custou o lugar a Danny Blind.