Rei da Jordânia elogia compromisso de Trump com a paz no Médio Oriente

Rei da Jordânia elogia compromisso de Trump com a paz no Médio Oriente
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Síria, mas também a retoma do processo de paz israelo-palestiniano, dominaram o encontro entre Donald Trump e o rei da Jordânia em Washington.

PUBLICIDADE

A Síria, mas também a retoma do processo de paz israelo-palestiniano, dominaram o encontro entre Donald Trump e o rei da Jordânia em Washington.

Depois de reunir-se na segunda-feira com o presidente egípcio Abdel Fattah al-Sissi, outro mediador-chave, o chefe de estado norte-americano reafirmou o seu compromisso com uma solução para o conflito no Médio Oriente.

Um compromisso “corajoso” e decisivo, garantiu Abdullah II, face a um homólogo que, sem avançar novas propostas, preferiu voltar a criticar o legado da anterior administração.

“Só quero dizer que o mundo é um caos. Eu herdei um caos, quer seja o Médio Oriente, a Coreia do Norte, e tantas outras coisas, quer seja no nosso país – acordos comerciais terríveis. Herdei um caos mas nós vamos resolver estas situações”.

Trump deverá reunir-se este mês com o presidente da autoridade palestiniana, Mahmoud Abbas, para tentar reatar o diálogo.

O milionário, que não esconde a sua proximidade com Israel, parece agora fazer marcha-atrás nas suas posições mais inflexíveis, nomeadamente a recusa de uma solução a dois estados, defendida pela Liga Árabe.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Processo de seleção do júri promete atrasar julgamento de Trump

Trump paga 175 milhões de dólares para evitar apreensão de bens em caso de fraude

Trump diz que não tem dinheiro para pagar caução de 454 milhões de dólares ao tribunal