Última hora
This content is not available in your region

Grupo Estado Islâmico reivindica atentados no Egito

euronews_icons_loading
Grupo Estado Islâmico reivindica atentados no Egito
Tamanho do texto Aa Aa

O grupo Estado Islâmico já reivindicou, através da sua agência de notícias, os dois atentados deste domingo, em igrejas Copta em Tanta e Alexandria, no Egito.

A Amaq escreve que os dois ataques foram conduzidos por um grupo que faz parte do Daesh.

O primeiro atentado ocorreu em Tanta, a norte do Cairo, no Delta do Nilo quando os fiéis celebravam o Domingo de Ramos. Há mais de duas dezenas de mortos e quase 80 feridos.

Os cristãos coptas representam cerca de 10% da população egípcia e são, frequentemente, alvo de ataques por parte dos extremistas islâmicos.

O último ataque contra esta minoria tinha ocorrido no Cairo, em dezembro, numa catedral. Pelo menos 25 pessoas morreram e quase meia centena ficou ferida.

O atentado acontece 20 dias antes da visita do papa Francisco ao Egito. O sumo pontífice da Igreja Católica estará no país nos dias 28 e 29 de abril, na sua primeira viagem ao Médio Oriente.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.