Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

O Vaivém Espacial da NASA

O Vaivém Espacial da NASA
Tamanho do texto Aa Aa

O Vaivém Espacial da NASA é uma das mais emblemáticas naves espaciais do século XX. Iniciou uma nova era na tecnologia espacial reutilizável. O primeiro a ser enviado para o espaço foi o Columbia, a 12 de abril de 1981.

"Quando olhámos para ele, pensámos: 'Uau, isso vai mesmo funcionar?'"

Claude Nicollier Astronauta - AEE

O Vaivém Discovery, o último da série, fez a derradeira viagem em fevereiro de 2011.

O astronauta da Agência Espacial Europeia (AEE), Claude Nicollier, voou quatro vezes num Vaivém e recorda que, quando olhou pela primeira vez para a nave perguntou: “isso vai mesmo funcionar?’”

Nicollier recorda que o voo “demorou cerca de oito minutos e meio até à órbita. Foi uma viagem e tanto, especialmente a primeira etapa, com muita agitação, depois foi a separação dos impulsionadores, com chamas enormes.”

As memórias do astronauta continuam bem presentes: “a cada segundo, adicionávamos 30 metros por segundo à velocidade e isso durante um minuto e meio, para alcançar a velocidade de 28.000 quilómetros por hora.” Claude Nicollier recordou que chegados a órbita, “o motor principal desligou-se e passámos de 3G para Zero G, em cerca de um segundo e meio, o que foi bastante impressionante, especialmente quando isso te acontece, pela primeira vez”.

Depois, “para voltar a entrar na atmosfera nesta órbita elíptica, tivemos que adquirir a orientação adequada, para cima 40 graus.” O astronauta confidenciou que “logo depois passarmos a Mach 1, o comandante tomo o controlo e voou manualmente. Para um piloto, foi um sonho, um verdadeiro sonho.”