EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

A Maze Berlin: Jogos que retratam a política e as guerras reais

A Maze Berlin: Jogos que retratam a política e as guerras reais
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A capital alemã recebe mais uma edição do festival de jogos independentes e alternativos A Maze Berlin.

PUBLICIDADE

A capital alemã recebe mais uma edição do festival de jogos independentes e alternativos A Maze Berlin.

Na edição de 2017, são mais de 60 os jogos em mostra.

Our #AMaze2017 programme is online! Go explore this year's excellent programme! https://t.co/Z2rr2G6yEZ#GameDev#indieDev#IndieGamepic.twitter.com/MYwVY0VKoQ

— A MAZE. (@AMazeFest) April 15, 2017

O “Flippaper” é um deles. Um jogo que, há primeira vista, se assemelha a uma máquina de pinball mas não é…

Antes de jogar, é necessário desenhar o tabuleiro.

Porque as questões políticas fazem parte do quotidiano, os jogos não podiam ignorá-las…

“Orwell” foi idealizado para simular a vida de um espião que vasculha a informação que as pessoas partilham na internet para encontrar pistas ou indícios de extremismo ou terrorismo.

Para a criadora, o jogo levanta muitas questões: “é uma coisa sobre a qual queremos que as pessoas pensem: os seus dados em linha. No entanto, não queremos dizer-lhes o que devem pensar. Nós só queremos fazer perguntas e queremos, de certa maneira, que as pessoas decidam o que querem fazer com os seus dados em linha”, afirma Melanie Taylor.

O cenário de guerra é já um clássico no mundo dos jogos, no entanto, “Fallen” é diferente.

O jogo pretende recriar o cenário da batalha pelo controlo do Aeroporto Internacional de Donetsk, na Ucrânia, em 2014, entre os separatistas pró-russos e as forças de Kiev.

Cada personagem que é abatida, no jogo, baseia-se numa personagem real.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Angela Merkel faz 70 anos: qual a popularidade da antiga chanceler?

NATO lança centro de comando da Ucrânia na Alemanha

Alemanha "preocupada" com resultados das eleições francesas apesar da derrota da extrema-direita