EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Marine Le Pen sugere coabitação de duas moedas

Marine Le Pen sugere coabitação de duas moedas
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A candidata da Frente Nacional às eleições francesas propõe uma coabitação entre o euro e uma moeda nacional.

PUBLICIDADE

O acordo de governo com Nicolas Dupont-Aignan está já a provocar mudanças no programa de Marine Le Pen. A candidata da Frente Nacional às presidenciais francesas aceita agora o euro, mas propõe uma modalidade até agora inédita, que é a de ter duas moedas: O euro para as trocas internacionais e uma moeda nacional para as compras do dia-a-dia. Isso mesmo foi dito numa grande entrevista ao jornal Le Parisien, a primeira desde o acordo.

A chefia do governo está prometida a Dupont-Aignan, quinto classificado na primeira volta, caso Marine Le Pen vença. Na entrevista, fala ainda de um protecionismo inteligente, acompanhado pelo restabelecimento de uma moeda nacional. Numa entrevista dada no fim de janeiro, Le Pen insistia ainda na soberania monetária e orçamental, necessária para por em marcha o que chama patriotismo económico. É um suavizar da posição em relação à União Europeia e ao euro, a que Le Pen chamou, há pouco mais de um mês, a “moeda dos banqueiros e não do povo”.

“L'euro est la monnaie des banquiers, pas du peuple, qui a vécu la baisse de son pouvoir d'achat et le chômage de masse.” #MLPTF1

— Marine Le Pen (@MLP_officiel) February 22, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidenciais francesas: Le Pen escolhe primeiro-ministro, Macron critica "finanças mágicas" da adversária

Macron desloca-se à Nova Caledónia para tentar pôr termo à violência no arquipélago

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen