Caso de militar que fingia ser refugiado inquieta ministra da Defesa alemã

Caso de militar que fingia ser refugiado inquieta ministra da Defesa alemã
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ministra reagiu ao estranho caso do tenente alemão suspeito de criar uma identidade dupla como refugiado para alegadamente levar a cabo um ataque.

PUBLICIDADE

A ministra da Defesa da Alemanha, Ursula von der Leyden, declarou que é inaceitável a existência de elementos da extrema-direita no exército do país. É o mais recente desenvolvimento do estranho caso do tenente alemão, detido na passada quarta-feira, suspeito de criar uma identidade dupla como refugiado sírio para alegadamente levar a cabo um ataque que seria assim atribuído ao seu alter ego.

5 Berliner stehen auf “Todesliste” von Franco A. Darunter SeeroiberJenny</a> & <a href="https://twitter.com/politicalbeauty">politicalbeauty. LKA hat informiert. Gleich mehr auf bzberlin</a> <a href="https://t.co/4lReUdorKv">pic.twitter.com/4lReUdorKv</a></p>&mdash; Axel Lier ✏️ (Reporter_Flash) April 30, 2017

O mesmo militar teria elaborado também uma lista negra na qual constam nomes como o de Anne Helm, uma deputada municipal de esquerda da circunscrição de Berlim.

Segundo a Procuradora de Frankfurt. Nadja Nielsen, “a informação recolhida indica que ele não fala árabe. Como é que ninguém reparou nesse facto, ainda está por explicar. Há que esperar pelo resultado do inquérito”.

O militar tinha conseguido registar-se num centro de refugiados alemão, onde lhe foi atribuído alojamento e um subsídio mensal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

AfD rejeita acusações de propaganda pró-russa a troco de dinheiro

Robert Habeck, vice-chanceler da Alemanha: A Europa deve afirmar-se e ser capaz de defender-se

Chanceler alemão Olaf Scholz tornou-se um grande problema para a Ucrânia