EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

"Ransomware": Uma nova vaga de ciberataques?

"Ransomware": Uma nova vaga de ciberataques?
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

O ciberataque que afetou mais de 200 mil utilizadores em 150 países pode estar longe de estar circunscrito esta segunda-feira.

A China anunciou ter identificado uma mutação do vírus malicioso “ransomware” “WannaCry”, que consegue contornar as medidas de segurança implementadas durante o fim de semana.

Os especialistas em segurança temem uma nova vaga de contaminação, quando milhões de computadores voltarem a ligar-se à rede esta segunda-feira.

A Microsoft confirmou que o vírus utilizado no ataque teria sido propagado graças a uma “arma informática” da Agência Nacional de Segurança norte-americana (NSA, na sigla em inglês), pirateada em Abril por um grupo de hackers.

A empresa de “software” denunciou igualmente a forma como os serviços secretos ocultarão informações sobre vulnerabilidades dos sistemas informáticos.

O ataque, iniciado na sexta-feira atingiu serviços públicos como os Hospitais no Reino Unido, empresas de telecomunicações, como a Telefónica em Espanha ou a Portugal Telecom, mas também uma fábrica da Renault em França, o sistema bancário russo ou universidades na Grécia e em Itália.

O vírus, que sequestra os dados dos computadores, teria provocado mais de 4 mil milhões de dólares de perdas, ainda que os seus autores, que permanecem desconhecidos, tenham amealhado apenas 32 mil euros em resgates.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Desmantelado o maior grupo de "ransomware" do mundo

"A China é uma ameaça à nossa segurança", alerta vice-secretário-geral da NATO

NATO acusa China de ser um "facilitador decisivo" da guerra da Rússia contra a Ucrânia