Última hora

Não há acordo sobre as zonas de segurança na Síria

Não há acordo sobre as zonas de segurança na Síria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Após dois dias de conversações, o encontro de Astana entre a Rússia, a Turquia, o Irão e a Síria não produziu resultados.

O objetivo era chegar a acordo sobre a instituição de quatro zonas de segurança em território sírio, mas a Turquia levantou obstáculos

O negociador sírio, Bashar Ja’afari, declarou que “todos os países tiveram uma atitude positiva, menos a Turquia”. “Houve a indicação de que a política da Turquia no processo de Astana tem sido uma política negativa”, acrescentou.

No terreno, a guerra concentra-se agora na cidade de Raqa, quartel-general do Estado Islâmico (EI) no país. A cidade está sob fortes bombardeamentos. Os residentes são obrigados a fugir aos milhares.

Para além dos raides aéreos, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), a cidade é palco de violentos combates Os jihadistas resistem lançando drônes armados e carros armadilhados contra os adversários.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.