Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Alegria e tristeza no nascimento de pandas gigantes

Alegria e tristeza no nascimento de pandas gigantes
Tamanho do texto Aa Aa

Entre a alegria e a tristeza no Jardim Zoológico francês de Beauval. Uma panda gigante deu à luz dois gémeos na sexta-feira para satisfação dos funcionários do Zoo. Mas a alegria esmoreceu já que uma das crias não sobreviveu mais de uma hora e um quarto, apesar de ter sido colocada numa incubadora. Sofria de problemas respiratórios.

Mesmo após o parto, a progenitora, chamada Huan Huan, em chinês felicidade, escolheu a cria mais vigorosa, como costuma acontecer.


O nascimento de novos pandas gigantes é sempre um motivo de satisfação. É uma das espécies mais vulneráveis devido às dificuldades de reprodução, ligadas a perda do habitat natural, à endogamia e ao período fértil das fêmeas de apenas 36 horas por ano.

Só 22 zoológicos fora da China têm ursos Panda. Os do Zoo de Beauval chegaram a França depois do pedido pessoal do ex-presidente Nicolas Sarkozy ao presidente chinês.

A atual primeira-dama Brigitte Macron deverá ser, tal como a homóloga chinesa, madrinha do novo panda que será entregue à china dentro de três anos.