Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Venezuela: guerra de procuradores

Venezuela: guerra de procuradores
Tamanho do texto Aa Aa

No meio do caos político, o repórter da euronews ouviu, em Caracas, as declarações do novo Procurador e do marido da procuradora demitida.

Tarek William Saab não poupa críticas à sua antecessora: “Creio que o que não contribuía para a paz era a obstrução omissiva e cumplice – e digo-o com toda a responsabilidade – do Ministério Público nos acontecimentos de abril, maio, junho, julho e agosto que, pela total impunidade, contribuiram para estes números terríveis de mortos e feridos”.

German Ferrer, o marido de Luisa Ortega Diaz denuncia, por seu turno: “A Procuradora da República foi perseguida por veículos de forma evidente e para atemorizá-la e aos familiares, com carros parados junto à residência de forma agressiva e suspeita. E isto configura um quadro de ameaça permanente de que temos sido alvo”.

“O Procurador diz que está a trabalhar estreitamente com a Comissão da Verdade criada pela assembleia nacional constituinte para determinar quem são os responsáveis dos assassinatos ocorridos durante os protestos contra o governo de Nicolás Maduro dos últimos quatro meses”, refere o repórter da euronews, Eduardo Salazar Uribe.