Última hora

Décimo jornalista assassinado no México

Décimo jornalista assassinado no México
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Candido Ríos, um jornalista que estava sob proteção do Governo foi assassinado no México. Torna-se no décimo jornalista morto só este ano – um número que coloca o país como um dos mais perigosos do mundo para exercer a profissão. Candido Ríos era um repórter veterano do Diário de Acayucan, no estado de Veracruz, considerado pelos organismos de defesa dos direitos humanos como sendo a zona mais perigosa para a imprensa.

O jornalista de 55 anos, foi atacado na tarde da passada terça-feira na localidade de Covarrubias. O repórter, conhecido entre os colegas pela alcunha “Pavuche”, faleceu a caminho do hospital. Desde 2000, foram assassinados mais de 100 jornalistas no México. Segundo os Repórteres Sem Fronteiras pelo menos 20 mortes tiveram lugar no estado de Veracruz.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.