Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

A melhor qualidade de vida para os expatriados

A melhor qualidade de vida para os expatriados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma palavra cada vez mais utilizada pelos media de língua portuguesa é expatriado. Um expatriado é um migrante, que vive e trabalha noutro país e que ocupa, geralmente uma posição confortável no país de acolhimento.

O termo figura nos dicionários de língua portuguesa, mas era mais habitual entre cidadãos de países como o Reino Unido, os Estados Unidos ou França.




Um expatriado é, por oposição a um emigrante, para muitos, alguém que emigrou, mas, geralmente, por vontade própria. O expatriado tem formação técnica ou superior e goza de um bom nível de vida graças ao emprego. Em suma, um expatriado não é, na perceção geral, um mero emigrante.

Não é raro encontrar-se, em um pouco por todo o mundo, fóruns e comunidades ou plataformas digitais para este grupo de trabalhadores.

Uma das mais conhecidas plataformas digitais para quem vive e trabalha no estrangeiro é a InterNations, presente em quase todo o mundo. A InterNations publica o estudo InsideExpat, um inquérito sobre a perceção que os expatriados têm dos países que os acolhem.

Na edição de 2017, foram entrevistados cerca de 12,500 membros, cuja entrada na rede tem de ser aprovada, de forma a que seja mantida a qualidade da página.

Portugal surgiu, este ano, como o país com a melhor qualidade de vida, com mais de 90% dos inquiridos a dizerem que se encontram satisfeitos com a sua estadia no país.

O Bahrein, no primeiro lugar da tabela geral

Na tabela de classificação geral, Portugal ocupa o quinto lugar entre 65 dos territórios considerados, atrás do Bahrein, do México, da Costa Rica e de Taiwan.

Entre os pontos fortes do país Ibérico, segundo os inquiridos, encontram-se o clima ameno e o acolhimento dado pelos portugueses aos estrangeiros. A maioria refere também que a cultura portuguesa é de fácil adaptação.

Outro ponto importante: a segurança. Embora outros indicadores falem de Portugal como um dos países mais pacíficos do mundo – classificação que inclui a segurança dos cidadãos – o país não ficou entre os dez mais seguros, segundo o ExpatIndex 2017.

O Internations define-se como a maior comunidade digital para todos os que vivem e trabalham no estrangeiro. A empresa oferece oportunidades de trabalho em todo o mundo e informações pertinentes para todos os que acabam de chegar a uma nova cidade por causa do trabalho, habitualmente, num país estrangeiro. Para ser-se membro da comunidade, é preciso ser-se aprovado.