Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Juncker defende mais UE em torno do euro e de Schengen

Juncker defende mais UE em torno do euro e de Schengen
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Comissão Europeia quer alargar a zona euro e o espaço de livre-circulação de Schengen a todos os países da União. Depois da “crise existencial” do ‘Brexit’, Jean-Claude Juncker defendeu esta manhã um novo fôlego para uma Europa mais unida, mais forte e mais democrática, durante o seu quarto discurso sobre o estado da União frente ao parlamento Europeu em Estrasburgo

“O vento volta a soprar nas velas da Europa. Temos uma nova janela de oportunidade mas não vai estar aberta para sempre. Vamos tentar aproveitar ao máximo esta oportunidade: aproveitar o vento nas nossas velas”.

Juncker tenta assim virar a página sobre as crises que afetaram o bloco, ao defender decisões mais rápidas, baseadas em consensos simples com o fim da unanimidade dentro do Conselho Europeu. Para gerir a zona euro, o líder do executivo comunitário defendeu a criação de um cargo permanente de ministro das Finanças da União, deixando ainda uma mensagem aos deputados eurocéticos britânicos no hemiciclo:

“Nós vamos sempre lamentar o ‘Brexit’ e vocês também. Mas devemos respeitar a vontade do povo britânico e ao mesmo tempo avançar pois o ‘Brexit’ não é tudo, o ‘Brexit’ não é o futuro da Europa”.

Defendendo a necessidade de alargar o espaço comunitário, Juncker descartou uma adesão da Turquia num futuro próximo, favorecendo os países dos balcãs. No plano dos direitos dos trabalhadores, Juncker propôs a adoção de um conjunto de normas sociais comuns assim como de uma entidade de supervisão europeia nesta área.